Galisteu indica 2 filmes fashion: veja 7 títulos para se distrair

Apresentadora assiste com seu filho Vittório; confira outros filmes com apelo fashion

Rosângela Espinossi
Publicado em
Adriane Galisteu e Vittório (Fotos: Reprodução/Instagram)

Adriane Galisteu e Vittório (Fotos: Reprodução/Instagram)

Ficar em casa é o que se deve fazer durante a pandemia. Para aproveitar o tempo, depois do home office e de ter realizados outras tarefas domésticas, que tal maratonar filmes fashion. Modernos ou de época, as películas são uma opção e tanto para se distrair e fugir um pouco da dura realidade que estamos presenciando, com o número de mortes e de contaminados em alta.

O “Elas no Tapete Vermelho” escolheu alguns títulos e pediu opinião para pessoas ligadas em moda, como Adriane Galisteu, que revelou assistir vários filmes escolhidos por seu filho Vittório, de 9 anos. Entre os eleitos do pequeno e da apresentadora, estão “Kingsmann – Serviço Secreto”, com Samuel L.Jackson e Colin Firth, e “Cassino”, de 1995, com Robert De Niro.

Filmes fashion (Fotos: Reprodução/IMDB)

Filmes fashion (Fotos: Reprodução/IMDB)

Outros filmes fashion foram escolhidos por pessoas ligadas ao mundo da moda e pela redação do “Elas”. São eles:  “8 Mulheres e 1 Segredo”, com um elenco de peso; “O Estranho que Nós Amamos”, filme de época de Sofia Coppola, com Nicole Kidmann, Elle Fanning e Kirsten Dunst;  “O Estagiário”, com De Niro e Anne Hathaway, “As Patricinhas de Beverlly Hills”, sempre um sucesso na Sessão da Tarde, e “Jackie”, que mostra looks de Jacqueline Kennedy durante e após o assassinato do marido John Kennedy, incluindo o famoso tailleur rosa.

Todos estão disponíveis na Netflix ou na plataforma Now, da Net. Prepare

8 Mulheres e 1 segredo

8 Mulheres e 1 Segredo (Fotos: Reprodução/Instagram)

8 Mulheres e 1 Segredo (Fotos: Reprodução/Instagram)

A trama e o elenco já dizem tudo. “Oito Mulheres e Um Segredo” foi considerado o filme mais fashion de 2018. Comandado por Sandra Bullock, como Debbie Ocean, que recrutou nada menos que Cate Blanchett, Rihanna, Mindy Kaling, Awkwafina, Helena Bonham Carter, Anne Hathaway e Sarah Paulson. Em entrevista para o  Hollywood Reporter,  na época do lançamento, a figurinista Sara Edwards disse que foi pensado em um visual para cada personagem de acordo com seu estilo.

Até Keith Richards serviu de inspiração para as roupas vestidas por Cate Blanchett, que tem estilo mais agressivo. A personagem usa peças da Burberry e gravatas Saint Laurent, por exemplo. A dica deste filme foi dada por Cris Guerra, escritora e publicitária, autora do livro “Moda Intuitiva”, entre outros. Pode ser assistido na plataforma Now.

Assista ao trailler

Jackie

(Foto: Reprodução/IMDB)

(Foto: Reprodução/IMDB)

O filme “Jackie”, com Natalie Portman, que retrata os dias que sucederam o assassinato de seu marido, o então presidente John Kennedy, em 22 de novembro de 1963, estreou no brasil em 2017 e esta disponível na Netflix.. O filme teve três indicações ao Oscar: melhor atriz, melhor trilha sonora e melhor figurino. Neste quesito, foi um dos indicados ,ao lado de “La La Land: Cantando Estações”, “Aliados”, “Florence: Quem é Esta Mulher?”, e “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, que ganhou a estatueta.

Mesmo sem o prêmio, vale assistir para relembrar os looks de Jacqueline Kennedy, incluindo o histórico tailleur rosa que vestia quando seu marido John Kennedy foi assassinado no Texas. O filme reproduziu de forma idêntica a roupa, cujo original ainda existe e está guardado sob refrigeração no Arquivo Nacional, em Washington, ainda sujo de sangue, assim como as meias, os calçados e camisa. Itens que só poderão ser vista pelo público em 2103, por ordens da família. Vale ver ou rever. Disponível na Netflix.

Assista ao trailer

Kingsman – Serviço Secreto

(Foto: Reprodução/IMDB)

(Foto: Reprodução/IMDB)

Quem indicou o filme “Kingsmann – Sercreto” foi Adriane Galisteu. “Tenho assistido os filmes com o Vittório e ele que tem escolhido. Um deles foi Kingsmann. E eu amo o figurino de todos, especialmente de Samuel L.Jackson”, disse a apresentadora ao “Elas no Tapete Vermelho”. O filme trata de uma organização de espionagem, que recruta um jovem de rua rebelde, mas com um futuro promissor, para um programa de treinamento ultracompetitivo.

O elegante agente Harry Hart (Colin Firth), que tem um closet impecável de roupas e armas, vê muito potencial no jovem Eggsy (Taron Egerton) , apesar de seu temperamento. O vilão a ser enfrentado é Richmond Valentine (Samuel L.Jackson), que quer erradicar o problema do aquecimento global por meio de uma matança em larga escala. Se Harry usa ternos pra lá de elgantes, Richmond aposta em looks que misturam moda esportiva com alfaiataria. O filme é de 2014, mas não perde a validade. Está disponível no Now.

Assista ao trailer

Cassino

(Foto: Reprodução/IMDB)

(Foto: Reprodução/IMDB)

A Netflix estreou recentemente o filme “O Irlandês”, na Netflix, dirigido por Martin Scorsese, com Al Pacino, Joe Pesci e Roberto de Niro no papel principal. Ainda que o figurino não seja o mais importante, é interessante ver os looks de acordo com cada época em que se passa a história. Mas Adriane Galisteu sugeriu  outro  filme de máfia: “Cassino”, de 1995, também de Scorsese, com Roberto de Niro e Joey Pesci (aliás, Pesci voltou da aposentaria depois de anos para estrelar “O Irlandês”).

Galisteu ressaltou o figurino de De Niro, o mafioso Sam ‘Ace’ Rothstein, baseado na verdadeira história de Frank Rosenthal. E realmente os ternos coloridos ou em tons sóbrios, muito bem cortados, além de suas camisas e gravatas, chamam a atenção em todo o filme, ao lado do estonteante figurino de Ginger, a prostituta pelo qual Sam se apaixona, vivida por Sharon Stone, indicada ao Oscar de melhor atriz. Lembrando que o figurino é inspirado nos anos 1970, quando a história acontece. “Cassino” está disponível no Now, da Net.

Assista ao trailer

O Estranho que Amamos

(Foto: Reprodução/IMDB)

(Foto: Reprodução/IMDB)

O filme “O Estranho que Nos Amamos” , de Sofia Coppola, é uma refilmagem da obra do mesmo nome, estrelada por Clint Eastwood, em 1971. Na Guerra Civil Americana, um soldado da União é ferido e encontra abrigo num colégio só para moças, onde recebe cuidados para a sua recuperação, despertando paixões de suas benfeitoras. Na versão de 2017, com Nicole Kidmann, Elle Fanning, Kirsten Dunst e Colin Farrell, o drama tem um tom meio sinistro, com uma leve tensão sexual. A figurinista Stacey Battat buscou inspiração nos arquivos do Metropolitan Museum para recriar os looks com tecidos, cores e detalhes da época em que se passa a história, 1860.

Os vestidos longos e fechados, com cintura marcada, aparecem em tons pastel. A cintura fina apareceu por conta dos corset, acessório típico da época. Os tons mais lavados mudavam para marcar a personalidade de cada personagem, como um pouco de cor, movimento e babado nos looks de Alicia (Elle Fanning) O romantismo de Edwina (Kirsten Dunst) apareceu com roupas floridas e rendadas. Mrs. Martha (Nicole Kidman), com personalidade mais seca e contida, cores neutras, branco, listras e xadrezes delicados.O filme foi indicado pela assessora de imprensa Maythe Markowski, da Impari – Assessoria de Comunicação. O filme está disponível na Netflix.

Assista ao trailer

O Estagiário

(Foto: Reprodução/IMDB)

(Foto: Reprodução/IMDB)

Robert De Niro aparece também na comédia “O Estagiário”, disponível na Netflix, em que assume o cargo do título em uma empresa de vendas de roupas online, criada por Jules Ostin (Anne Hathaway). O enredo leve é ótimo para fugir um pouco da realidade em que vivemos e nos entregar à energia e à inteligência de Ben Whitaker (De Niro), um viúvo aposentado de 70 anos que resolve se candidatar ao cargo de estagiário na start-up de moda.

Por isso mesmo, os look de Jules, que chega a se deslocar de bicicleta dentro da empresa, chama  a atenção. Blazer bordô, casaco bicolor, pretinhos básicos, blusa listrada, vestido vermelho e outras peças que usa são totalmente atuais e eternas. Lembrando que o filme é de 2015.

Assista ao trailer
,

As Patricinhas de Beverlly Hills

(Foto: Reprodução/IMDB)

(Foto: Reprodução/IMDB)

O filme “As Patricinhas de Beverly Hills” completa 25 anos em 2020 e o icônico conjunto amarelo de xadrez tartã usado Alicia Silverstone no papel de Cher Horowitz, voltou recentemente às passarelas, nos desfiles de Versace, Sara Battaglia e Michael Kors, para a coleção de 2018. Por aqui, Anitta e Sophia Abrahão apostaram no xadrez. Bem antes da estampa voltar às passarelas, Iggy Azalea, em parceria com Carli XCX, lançou em 2014 o clipe “Fancy”, reproduzindo cenas do filme, que marcou a década de 1990.

O terninho amarelo de Cher era assinado por nada mais nada menos que Jean Paul Gautier. Não, ele não fez o figurino do filme, a figurinista Mona May contou em entrevista há alguns anos que a equipe foi à loja e comprou o conjunto. Nos diálogos dos filmes, Calvin Klein e Azzedine Alaïa foram citados, fazendo muita gente descobrir que a CK fazia mais do que cueca (referência vista também num dos maiores sucessos dos anos 1980: “De Volta para o Futuro”).

Além do terninho de Cher, dois outros elementos de estilo marcaram as personagens: a meia três quartos e o sapato Mary Jane, aquele estilo boneca, com salto não muito alto e tira na frente, que também nunca sai de moda.

Assista ao trailer

Assista ao clipe

Leave a Reply

  • (not be published)