De chapéus a toucas, se jogue nos acessórios de cabeça do SPFW

Grifes apostam nos acessóirios para 2020; Arlindo Grund dá dicas para usar

Rosângela Espinossi
Publicado em
Patbo (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews)

Patbo (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews)

O que vai pela cabeça dos fashionistas? Por dentro, muitas ideias, por fora, com certeza, os chapéus, toucas e boinas prometem invadir o verão e o inverno de 2020. Desde que o SPFW jogou fora a necessidade de apresentar temporadas fixas, os estilistas apresentam suas coleções para as temporadas que mais lhes convém. Assim, nas passarelas dessa edição, vimos acessórios de cabeça para todas as estações.

No verão que se aproxima, ainda vão valer as tiaras grandes, chapéus de palha e tipo floppy, com aba mais molenga, para se proteger do sol. Mas o acessório de cabeça para o verão, visto nos desfiles de alta-costura internacionais, como os da Dior, Chanel, entre outros, são as toucas de natação, trabalhadas de forma sofisticada, com bordados e pedrarias. E também chapéus de feltro, com abas que lembram o floppy, mas mais rígidas, e modelos de caubói, dentro da linha western, ainda em alta, passaram pelas passarelas de desfiles de inverno, assim como boinas.

Toucas

A versão nacional das toucas de banho apresentada no SPFW ficou por conta das grifes Patbo e Victor Hugo Mattos, e podem fazer as vezes dos turbantes e acessórios que remetem aos anos 20.

Victor Hugo Mattos (Fotos: Francisco Cepeda)

Victor Hugo Mattos (Fotos: Francisco Cepeda)

O jovem estilista da Victor Hugo Mattos, integrante do Projeto Estufa, que inclui palestras e talks sobre moda e futuro, do SPFW, trouxe trabalhos de crochês com aplicações de pingentes variados e, em alguns looks, completou o styling com toucas que remetem às melindrosas dos anos 1920. Os penduricalhos dão o toque fashion ao acessório.

Patbo (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews)

Patbo (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews)

O desfile da mineira Patbo, comandada por Patricia Bonaldi, as toucas de banho não faltaram nos looks das modelos. O truque principal foi deixar os cabelos encaracolados naturalmente ou não, para dar volume e movimento à produção, com ar anos 1970. Como nos dois primeiros looks da esquerda para a direita e no último. Este, com faixa que contorna a cabeça da mesma cor do body rosa. A touca com cabelo curto vira o foco principal do look, por isso, o make leve é importante (terceira foto a partir da esquerda).

Chapéus

Bobstore (Fotos: Thiago Duran/AgNews)

O desfile da Bobstore contou com uma série de looks com chapéus que lembram os modelos usados pelo Zorro. Parecem o tipo floppy, com aba dura, usados com os cabelos soltos e frisados por baixo. O consultor de moda Arlindo Grund lembra que, quando usar o acessório com o cabelo solto, é importante que os fios tenham acabamento. “Não pode dar a impressão que você acabou de acordar e colocou o chapéu para disfarçar”, disse.

Victor Hugo Mattos (Fotos: Francisco Cepeda)

Victor Hugo Mattos (Fotos: Francisco Cepeda)

O estilista Victor Hugo Mattos apostou em chapéus em seu desfile, na modelagem de caubói, com enfeites de pedrarias, junto com blazers também enfeitados, bem ao estilo exuberante que gosta. Arlindo Grund afirma ainda que é possível usar chapéu com um coque baixo. “E não é preciso combinar o uso do chapéu com a roupa. Você pode muito bem estar com um chapéu com uma roupa de festa ou com um look mais descontraído. Acho que esse contraste é bem-vindo na moda, desde que tenha a ver com a sua personalidade.”

Boinas

Reinaldo Lourenço (Fotos: Francisco Cepeda)

Reinaldo Lourenço (Fotos: Francisco Cepeda)

O estilista Reinaldo Lourenço apresentou boinas com aplicações de tachas metálicas ou sem nada, para acompanhar looks com jaquetas, camisas ou casacos de couro. “Independente de estar na moda ou não, a pessoa só deve usar chapéus, turbantes, toucas ou boinas caso se sentir de uma maneira natural”, complementou Arlindo.