Anos 90, Vênus: a história do look “maluco” de Cardi B no Grammy

Rosângela Espinossi
Publicado em
Vestido usado por Cardi B no Grammy (Fotos: Reprodução/Instagram/manfredthierrymugler)

Vestido usado por Cardi B no Grammy (Fotos: Reprodução/Instagram/manfredthierrymugler)

Cardi B foi a primeira rapper mulher a ser premiada no Grammy na categoria Melhor Álbum de Rap. E sua proeza foi mais além. Foi indicada em cinco categorias: Álbum do Ano, Gravação do Ano, Melhor Performance de Rap, Melhor Performance Duo/Gruopo de Rap, além da que premiada. Não, não falta ousadia à cantora, que começou sua carreira como “dançarina exótica”, algo como stripper, em casas noturnas. E na 61ª edição do Grammy, não só seu trabalho e sua performance, mas também seus looks chamaram a atenção.

Ela usou três produções vintages de Thierry Mugler, escolhidas a dedo pelo stylist Kollin Carter, que foram mostrados num dos mais memoráveis desfiles do estilista, em comemoração aos 20 anos da marca. A festa ocorreu em 1997 e teve na passarela nomes como Naomi Campbell, Linda Evangelista, a nossa Beth Lago, Claudia Schiffer e todas as supermodelos da época, além de celebridades e tops mais antigas, como Veruscka, Patricia Hearst, entre outras, incluindo transexuais. Teve até show de James Brown.

Com dezenas de looks exibidos, o desfile mais uma vez transgredia as regras, tanto por misturar na passarela modelos mais jovens e mais velhas, algumas até fora dos padrões de peso de então. Teve também bumbum de fora, num look superjusto. Foi e o precursor a usar látex fetichista em suas criações. Em moldar o corpo das mulheres de forma sensual, com apelo sexual.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

#Repost @misstibaldi Italians do it better (cit.) 🤗 @simonettagianfelici 🙌🏼🙌🏼@manfredthierrymugler 🙌🏼🙌🏼

Uma publicação compartilhada por Simonetta (@simonettagianfelici) em

Nessa profusão de imagens de moda criado pelo estilista, estava o vestido usado na época pela  modelo Simonetta Gianfelici, que fez uma verdadeira performance para exibir o vestido no desfile. A peça faz uma releitura do quadro “O Nascimento de Vênus”, de Sandro Botticelli, pintado entre 1483 e 1485.

O Nascimento de Vênus (Foto: Reprodução)

O Nascimento de Vênus (Foto: Reprodução)

No quadro, Vênus nua surge de uma concha sobre espumas do mar. Por isso, as pérolas, o nude e a representação da concha. Na legenda do instagram da foto de Cardi B, o estilista escreve “What a Superb Stormy Venus !!”, algo como “Que Vênus Super Tempestuosa”.

Na época do desfile, a revista Vogue finalizou a crítica do desfile assim, ao se referir ao look de robô futurista. “Uma imagem assustadora e tentadora para a aurora da era da Internet e um final apropriado para esta lista dos desfiles de moda mais inesquecíveis dos anos noventa.” Anos 90 que estão de volta entre as tendências. O stylist de Cardi B não poderia ter sido mais feliz na escolha das peças, ainda que não sejam para ser usadas fora de eventos como esses.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Manfred Thierry Mugler (@manfredthierrymugler) em

Leave a Reply

  • (not be published)