SPFW: deficientes, idosa etc. desfilam com Sophia e Gavassi

Movimento Free Free trouxe mulheres com necessidades especiais, além de plus size, índias, negras e mais

Rosângela Espinossi
Publicado em
Vó Izaura no desfile da Free Free (Foto: Francisco Cepeda)

Vó Izaura no desfile da Free Free (Foto: Francisco Cepeda)

O último dia do SPFW abriu sua sala de desfile para o desfile do projeto Free Free, plataforma multidisciplinar que trabalha a moda como ferramenta de liberdade, com foco nas mulheres. Com a direção criativa da stylist Yasmine Sterea, o desfile contou com mulheres de todos os tipos, idades, silhuetas e condição física. Gordas e magras, idosas e jovens, cadeirantes e com síndrome de Down, trans, índias e mais passaram pela passarela. Sophia Abrahão, Manu Gavassi, Mariana Goldfarb também participaram da performance.

Desfile Free Free (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews))

Desfile Free Free (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews))

Os looks foram elaborados por meio de doações de várias marcas famosas e foram ressignificados por artesãs de comunidades apoiadas pelo instituto Free Free.Letras aplicadas com o nome da ONG, enfeites de crochê, corações, acessórios com brilho assinados pr Eduardo Caires, mistura de tecidos integraram o styling, provando que qualquer corpo e condição podem se sentir bem com a roupa, que vestem. A digital influencer idosa Izaura Demari também pisou a passarela. “Foi uma delícia participar do desfile. Faria de novo. E amei o chapéu. Posso ficar sem sapato, mas não fico sem chapéu”, disse a Vó Izaura, como é conhecida em sua conta no Instagram.

Desfile Free Free (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews))

Desfile Free Free (Fotos: Francisco Cepeda/AgNews)

O desfile contou com todos os tipos de mulheres e as roupas foram doadas, para serem adaptadas às diferentes silhuetas presentes pelas grifes Paula Raia, Reinaldo Lourenço, Lilly Sarti, Aluf, A La Garçonne, Osklen, Ju Jabour, Gio Romano, Apartamento 03, Neriage, Riachuelo, Adriana Degreas, Patrícia Vieira, Vanessa Montoro, Cris Barros, Leticia Bronstein, Melissa, Isolda e Handred. Os calçados são da Melissa. No final, o grupo musical  Ilú Obá de Min, apenas com mulheres cantoras e ritmistas se apresentaram e saíram da passarela para invadir o saguão do Pavilhão de Culturas Brasileiras.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Elas No Tapete Vermelho (@elasnotapetevermelho) em