5 coisas que você deve saber sobre protetor solar

Patricia Zwipp
Publicado em
Foto: Ouibelle/Reprodução

Foto: Ouibelle/Reprodução

Anote aí as 5 coisas que você deve saber sobre protetor solar, porque o inverno brasileiro tem dias ensolarados, secos e de temperatura amena, que pedem cuidados com a pele e a escolha de um protetor solar ideal. Veja o que levar em conta.

1. Nacional X importado

O Brasil é um país referência em pesquisas, desenvolvimento e produção de proteção solar. “Os produtos vendidos na Europa ou América do Norte foram feitos sob medida para aquelas regiões, levando em consideração as características da população e o clima, que são muito diferentes do nosso”, diz José Pelino, diretor de engajamento científico da Johnson & Johnson.

2. Quando você vai usar

Estudos meteorológicos indicam que o Brasil, por ser um país tropical, tem uma quantidade maior de radiação que chega a ser nociva à saúde humana, se não houver cuidados apropriados com a proteção da pele à exposição solar. Precisa usar todo dia!

3. Tem que ser adequado à sua pele

O protetor solar deve ser adequado ao seu tipo de pele para que você se sinta bem usando o produto. Peles secas se adaptam melhor aos protetores hidratantes. Para peles oleosas são indicados protetores de toque seco e com controle de oleosidade e brilho. Os que contam com antioxidantes na fórmula podem ser aplicados para complementar a prevenção contra o envelhecimento precoce!

4. Spray X loção

As versões em spray são práticas e ideais para a reaplicação do protetor solar. Para a primeira aplicação, melhor um produto em creme ou loção, e na quantidade correta. Cerca de o equivalente a uma colher de chá para cada parte do corpo. Para aplicar o protetor no corpo inteiro, a regra são nove colheres de chá: uma para o rosto, colo e o pescoço, duas para o tronco (frente e costas), uma para cada braço e duas para cada perna. No caso do protetor em spray, recomenda-se borrifá-lo próximo a pele, fazendo movimentos de vai e vem e depois espalhando com as mãos para garantir uma cobertura homogênea.

5. Proteção imediata

Hoje, existem protetores que protegem a pele imediatamente após a aplicação, mas é sempre importante buscar esta informação no rótulo. O protetor deve ser reaplicado de duas em duas horas e no corpo inteiro se a pele estiver exposta continuamente ao sol. Caso não haja exposição constante, o ideal é reaplicar o protetor no corpo duas ou três vezes por dia.

VEJA MAIS

Ouibelle-light3